[Resenha]-A Biografia Íntima de Leopoldina

Titulo: A Biografia Íntima De Leopoldina


Autor: Marsilio Cassotti

★★

Gênero: Biografia

Editora: Planeta

Ano: 2015

Paginas: 304



 Olá pessoal, tudo bem com vocês ? Demorei um pouco para trazer essa resenha mas vamos lá, hoje continuando com o projeto "História Nossa: O Brazil" trago uma resenha muito especial, sobre uma pessoal, muito importante para nós como brasileiros, mas como muitos outros personagens, as vezes esquecida, mas que fez muito para nossa independência, para nós brasileiros... então, me acompanhem nessa resenha :)

Sinopse:

“Leopoldina de Habsburgo é uma personagem decisiva na história do Brasil. No entanto, sua vida íntima é pouco conhecida. Esta obra revela o pano de fundo de suas experiências, desde sua infância como uma pequena arquiduquesa austríaca, durante as guerras napoleônicas contra a Áustria, até o Congresso de Viena, no qual se aventa seu casamento com o “tão belo quanto Adônis” príncipe do Brasil- país dos sonhos que ela estava predisposta a amar.

 Baseado no que contam (e ocultam) as cartas de Leopoldina, em um tom intimista e em estilo semelhante ao da ágil escrita do vienense Stefen Zweig (falecido em Petrópolis), esta obra de Marsilio Cassotti é um relato sentimental e político, de transcendência europeia, mas ambientada no Brasil. É a biografia de uma mulher excepcional, escrita com rigor histórico, que se lê como um romance. ”
O Autor: (Informação contida no livro)


 Marsilio Cassotti estudou Ciências Politicas com especialização em Relações Internacionais na Universidade Católica de Buenos Aires, e Língua francesa no Instituto Católico de Paris. Durante anos, foi diretor de uma de uma bem-sucedida coleção de História em uma editora do Grupo Planeta em Barcelona, e assessor em outras editoras de Madri e Lisboa, pertencentes a um importante grupo de comunicação italiano.

 Publicou várias obras, entre elas Infantas de Portugal, rainhas em Espanha; D. Tereza, a primeira rainha de Portugal; Carlota Joaquina, o pecado espanhol e A rainha adúltera-crônica de uma difamação anunciada, biografias que foram acolhidas favoravelmente pelo público e pela crítica da Península Ibérica. 
Quadro de Georgina de Albuquerque (Assinatura do decreto de separação de Brasil e Portugal)

Resenha:

 Geralmente, quando se trata da Imperatriz Leopoldina, pouco se sabe, e geralmente, gira em torno de poucas palavras, no geral à maioria das pessoas sequer sabem quem realmente ela foi, apenas que foi nossa imperatriz, mas na realidade, foi apenas isso?
 Com certeza não, este livro chega com uma excelente proposta, nos apresentar uma clara biografia, usando como umas de suas principais fontes, cartas escritas pela própria, para suas irmãs, pai, entre outras pessoas ligadas a ela, desde sua infância, e a sua triste morte, e como se diz na sinopse, realmente a leitura chega a parecer um romance, devido a excelente forma que nos é apresentada as informações e os acontecimentos.
 Mas é claro, não pegando apenas a visão de Leopoldina, consegue se compreender inúmeros acontecimentos que mudaram a Europa em seu tempo e pouco antes de seu nascimento, afinal muito da vida dela foi influenciado pelo resultado das guerras napoleônicas, e se consegue ter uma boa visão desse conflito, e uma visão ainda mais interessante sobre D. João VI por exemplo, com um pequeno trecho (bem pequeno) que mostra algo sensacional sobre o mesmo (não vou falar qual é rsrs).
 O livro começa narrando a cena de Maria Antonieta, tia de Leopoldina sendo levada a guilhotina pela revolução que ocorrera na França, um começo já sensacional, mas que se narra, como era o período com o qual nasceria a pequena Arquiduquesa Leopoldina, e apresenta inúmeros relatos sensacionais, que nos ajudam a compreender inúmeros fatores sobre ela, desde seu caráter, a sua fé, seu sarcasmo (ela era muito sarcástica pelo que se percebe) e mostra, desde o início como foram os estudos e dedicações da pequenina, onde, logo cedo perde a mãe.... Narrando de forma excelente, a sua decisão de união com o Príncipe do Brasil.
 Destaque, a compreensão que se possibilita ao entendermos sua participação com nossa independência, como ela se manteve forte e humilde, onde foi uma das principais propulsoras de nossa liberdade, e com ilustres figuras como José Bonifácio, assinou nossa liberdade de Portugal.
 E infeliz momento, suas tristezas, e angustias, como passou o fim de sua vida, “abandonada” morrendo triste, solitária, uma morte angustiante, em sua vida pessoal, tanto com acontecimentos ligados ao marido, quanto ao medo em relação aos amados filhos, afinal, suas grandes ações que recompensaram nosso país com a liberdade, a ela, levaram ao mais triste fim.
 Sem dúvidas, um livro de leitura rápida, comigo foi, não é um livro muito técnico, onde praticamente, mesmo com pouco conhecimento histórico, esse livro pode ajudar a abrir o interesse pela nossa história, afinal, por ser de uma leitura simples, facilita a leitura para leigos por exemplo, ou quem ainda estejam começando, e planeja conhecer mais do passado de quem um dia já foi um glorioso império. 

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.