[RESENHA] Eu, meu cachorro e meus pais separados


aHR0cDovL2RpYXJpb2RvZW5nZW5oby5jb20uYnIvd3AtY29udGVudC91cGxvYWRzLzIwMTQvMTIvYm9sYXMtZGUtbmF0YWwuanBn.jpg


Eu, meu cachorro e meus pais separados



“Todo adolescente tem sua crise.”


Ariane acabou de completar 15 anos e a ideia de ter liberdade faz sua cabeça dar voltas de tantas ideias e expectativas.


Mas completar 15 anos não é só estar na idade de “festas” ou de ter total liberdade sobre si, completar 15 anos é ter novas responsabilidades, é passar por transições e fases que temos de superar.

Não sei dizer se por bem ou por mal, mas Ariane aprendeu isso. Depois de diversas brigas com sua mãe, Ariane decidiu que deveria morar com seu pai e sua madrasta, mas lá também não foi o poço de liberdade que ela havia imaginado.

Entre altos e baixo, a jovem percebe que não pode simplesmente exigir que todos sigam as suas vontades e agir como se somente ela importasse, ela aprende a ser mais sensível e que “Regras foram criadas por uma motivo”, por isso ela deve aprender a segui-las.
No fim do livro Ariane percebe, mais uma vez, que os desejos dela não serão sempre os primeiros e que, às vezes, devemos sacrificar os nossos desejos por aqueles que estão ao nosso redor.

A história é bem tranquila, a leitura é simples e em menos de 4 horas (para quem costuma fazer maratona) podemos dizer que a leitura está concluída.

Editora Zit

Letícia Sardenberg
Juvenil

★★★★★


0 comentários:

Postar um comentário

Promoções

Tecnologia do Blogger.