[RESENHA] Psicose Ambientalista

Titulo: Psicose Ambientalista

Autor: Dom Bertrand de Orleans e Bragança

★★★★

Gênero: Não-Ficção 

Editora: Instituto Plínio Corrêa de Oliveira

Paginas: 184

ISBN-13: 9788566041002


ISBN-10: 8566041003






Sinopse:

 Psicose Ambientalista desvenda farsas criadas pelos ambientalistas radicais e pelos ecoterroristas.

 Você sabia que não existe comprovação cientifica de que o aquecimento global é criado pelo homem? Você sabia que o CO2 – que para os “ambientalistas” é o responsável pelo aumento da temperatura média do ar e dos oceanos – é benéfico para o homem e para o animal?
 E tem muito mais! O que está por trás dos estrategistas verdes? Quais suas intenções e porque divulgam essas mentiras?
 Se você quer saber toda a verdade oculta pelos Ecoterroristas, o livro Psicose Ambientalista é leitura obrigatória.
 Não há dúvida de que o homem deva usar os recursos da natureza corretamente. Assim como não há dúvida de que ele nem sempre o faz. Porém, os Ecoterroristas ou Ecoxiitas – como você preferir – querem impor ao homem um estilo e uma condição de vida que o tornam escravo da natureza.
 Essa é a chamada Psicose Ambientalista que quer conduzir o Brasil e o mundo para um verdadeiro suicídio coletivo.
 Isso mesmo: suicídio coletivo! Essa foi a fonte de inspiração do Instituto Plínio Corrêa de Oliveira na edição do livro Psicose Ambientalista - Os bastidores do ecoterrorismo para implantar uma “religião” ecológica, igualitária e anticristã, elaborado pela Comissão de Estudos Ambientais deste Instituto, sob a orientação de Dom Bertrand de Orleans e Bragança, Príncipe Imperial do Brasil e descendente da Princesa Isabel.
 Outro fator motivador para a edição da obra é que, infelizmente, o seu conteúdo não foi, não é e provavelmente nem será divulgado pela grande mídia, que faz questão de esconder a verdade.
 Os Ecoterroristas têm objetivos escusos, como acabar com o capitalismo, com o direito de propriedade, impor limites ao progresso econômico e substituir a Lei de Deus pela Carta da Terra .
 Mas a verdade acaba de vir à tona.
 Veja tudo isso, e muito mais, no livro Psicose Ambientalista - Os bastidores do ecoterrorismo para implantar uma “religião” ecológica, igualitária e anticristã.


 O Autor: (Informação do livro)


 "Dom Bertrand de Orleans e Bragança, Príncipe Imperial do Brasil, bisneto da Princesa Isabel e bacharel pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, Amigo do Prof. Plínio Corrêa de Oliveira, fundador da Sociedade Brasileira de Defesa da Tradição, Família e Propriedade-TFP, em cujas hostes militou.
 Tendo se destacado na defesa da propriedade privada e da livre iniciativa, tornou-se uma das grandes lideranças da luta anti-socialista e anti-agro-reformista. Por meio da campanha Paz no Campo, que dirige, atua empenhadamente contra as correntes que visam implantar leis socialistas em nosso País e levar a agitação ao campo. Entusiasta do agronegócio, tem percorrido o Brasil alertando contra as ameaças que rondam o produtor rural. 
 Dom Bertrand tem viajado pelo mundo, fazendo conferencias, e sobretudo em ambientes católicos europeus e americanos, nos quais nunca deixa de destacar a grandeza do Brasil e sua importância no cenário contemporâneo."

O Livro:

 Lançado originalmente em 2012, mas já se encontra na 5° edição, escrito por Dom Bertrand de Orleans e Bragança, tetraneto de Dom Pedro II, e atualmente segundo na linha de sucessão do trono, apresenta um subtitulo longo, e super chamativo, que explica o caminho tomado pelo livro (vou citar a visão mais técnica), sendo o subtitulo "Os Bastidores Do Ecoterrorismo Para Implantar Uma "Religião" Ecológica, Igualitária e Anticristã" onde o foco do livro não é como já li em comentários sem sentido, "destruir a natureza" e sim, levar o leitor a pensar, o quanto da coisas sobre o "aquecimento global" e o "CO²" são realmente, reais, e o quanto são meras especulações com bases não cientificas.

A Resenha:

 “Não se deixe enganar por esse cavalo de Troia”...

 Com essas palavras, se explica o objetivo do livro em diversos aspectos, palavras estas que estão na contracapa do mesmo, más no geral, o que isso significa? Um imenso “cavalo de Troia”, mas por qual motivo?

 O livro tem como objetivo, desmitificar, destruir os “dogmas” usados pelos ecologistas em defesa do “planeta”, no que na verdade são teoria, não comprovadas, que são tratadas usualmente por dogmas, ou seja, verdades absolutas, explicando de forma clara e sucinta a questão em si, mostrando, as opiniões de inúmeros cientistas, e colocando em prato limpo, toda a realidade, onde, o que ocorrem são falsificações de dados, e teorias sem fundamentos, desmitificando temas como “aquecimento global”, “CO²” e até de exemplo, a “camada de ozônio”, mostrando as diferentes versões existentes tanto a favor das ideias quanto contra, sendo que a maioria dos cientistas que são dispostos contra essas teorias, estão os maiores da atualidade, e inúmeros ganhadores do Prêmio Nobel.

 “Mas então o livro prega a destruição do meio ambiente? ”...

 Não, em nenhum momento o autor prega isso, sendo que ele mesmo fala da necessidade, a questão do livro é sobre as farsas sobre as ideias do aquecimento, e como isso leva ao “engessamento” da economia, e do desenvolvimento das nações, principalmente as mais pobres, como por exemplo as africanas, que graças as limitações impostas a elas são obrigadas a se manterem “fixas”.

 Demostra, como no Brasil, essa questão, se torna totalmente “politica” e nada “ecológica” servindo ela na verdade de molde para as “massas de manobras” e como o código ambiental brasileiro, é deficiente, e mais sangra, no geral, os pequenos agricultores, que são os que mais sofrem com as pesadas multas, sendo eles que no geral alimentam o Brasil, e boa parte do mundo.

 O livro apresenta uma visão incrível, de uma forma muito simples e fácil de se compreender, com opiniões de inúmeras figuras, sendo “pró” e “contra” e explica como disse antes, tudo de forma clara, sem deixar dúvidas sobre as questões, sendo um livro relativamente curto, mas para ler e compreender de não tão rápida leitura, dividido em dois capítulos, dando destaque as mais variadas questões sobre os mais variados temas ligados a ecologia, com o intuito de demostrar a verdadeira faceta do “movimento ecológico” no Brasil e no mundo.








2 comentários:

  1. Muito bom, realmente é um excelente livro, eu tive o prazer de conversar com o príncipe Dom Bertrand, que alias é uma excelente pessoa.

    ResponderExcluir
  2. Descobrir a verdade é libertador!
    ABAIXO o Marxismo Cultural!

    ResponderExcluir