[RESENHA] A menina que contava histórias


15033624_1241157025956964_685267148_n.jpg

“O que você faria se o seu melhor amigo fosse um ex soldado da ss?”

Ainda quando jovem, Sage sofreu um acidente que deixou uma cicatriz em seu rosto e coração, sentindo-se feia e grotesca decidiu se isolar do mundo e fugir de todos.

Começou a trabalhar numa padaria fazendo o serviço noturno, assim, ninguém a veria. Além do trabalho, frequentava também o grupo de luto, onde todos passavam por problemas como os dela.

Sage sempre foi muito quieta, guardada até que, num dia qualquer, enquanto começava seu turno na padaria, um dos membros do grupo de luto apareceu. De uma maneira inexplicável, Sage consegui conversar com o senhor e foi muito gentil (coisa que não era habituada a fazer).

Josef, o senhor, por sua vez, tomou afeto pela jovem e começou a frequentar a padaria cada vez mais. Uma amizade surgiu entre os dois.
Uma jovem que se manteve isolada por anos, finalmente estava aceitando alguém em seu mundo.

Mas nem tudo são flores, depois de um certo tempo Josef confessou ter feito coisas horríveis quando jovem e pede a ajuda de Sage para ser perdoado. Sage não sabe o que fazer e, ao mesmo tempo que está furiosa pela revelação também se sente tocada pelo seu amigo.

Em busca de respostas, Sage vai atrás de sua avó, que passou sua juventude
no mesmo buraco que Josef. Mesmo depois de várias tentativas sua avó se recusa a falar. Cansada e sem saber o que fazer, Sage recorre a sua última opção e, mesmo com a incerteza de conseguir alguém que a ouvisse ela não desiste.

Essa, então, é uma parte interessante da história, pois novos personagens são inseridos à trama e um teia começa a ser criada em volta de Sage e Josef. Confiança não é bem a palavra que descreve a amizade entre os dois.


Quando tudo é, finalmente revelado, Sage já não é mais aquela jovem excluída e fechada do começo, ela, agora, é mais desenvolta e mais aberta às pessoas. Chega até a ter um romance….

Editora Verus

Jodi Picoult
Romance

★★★★★

0 comentários:

Postar um comentário